domingo, 5 de abril de 2009

O Diário.

Um dia desses vi uma garota escrevendo num diário. Não sabia o que escrevia, mas fiquei me perguntando o que poderia ser. Comecei a viajar em meus pensamentos até que não importava mais o que era. Comecei a pensar no porquê de pessoas escreverem em diários e coisas parecidas. Lembrei do que faço agora...
Por que escrevemos? Escrevemos para podermos falar através da tinta e do papel - ou do teclado e web - o que às vezes não podemos falar em voz alta... escrevemos para falar o que apenas nós mesmos precisamos ouvir, como uma mensagem do subconsciente... Ou, às vezes, para "auto-afirmarmos", quando ninguém o faz.
Agora penso: talvez aquela garota não tivesse escrito nada de mais. Talvez fosse um agendamento, uma anotação. Nada que precisasse estar aqui. Mas como já disse: Não importa o que era. O que importa é o que significou pra mim, e só isso.

8 comentários:

As vezes Bia; as vezes Beatriz disse...

Vim aqui alimentar os peixes quando percebi que havia uma nova postagem. A primeira pessoa que veio na minha cabeça foi Dani, com aquela agenda de anotações de cada dia.. Diário: Se auto-afirmar, contar pra si mesmo fatos que vieram com você, e parece que você se compreende melhor até, ou melhor, compreende o fato citado. Isso me remete à época de quando eu tinha um diário.. Eu o li um dia desses; cada coisa e cada ponto de vista totalmente diferente dos meus ideias, modo de pensar em geral do jeito atual... Diário.. quando se tem um por toda vida, acaba sendo a marca real da sua mudança, e crescimento.

nossa, acho que escrevi demais :o Bye Richard! :*

As vezes Bia; as vezes Beatriz disse...

ps: percebi que pode-se dar quanta comida quiser aos peixes que eles nunca ficam cheios ;D

Victor Hugo disse...

Vim aqui alimentar os peixes [2]

ps: percebi que pode-se dar quanta comida quiser aos peixes que eles nunca ficam cheios ;D [2]

vou criar um blog tbm :PP muito maneiro o seu mlk! :D abração!

Danilo disse...

po de que peixe vcs estao falando dos da animação ao lado??

Dani Mazur disse...

Meu Deus! Esse texto lembrou-me muito de mim mesma! Até Bia achou isso, cara! :O E aproveitando que eu gosto tanto de escrever em "diários", tenho que dar o meu testemunho: é a melhor terapia do mundo, acreditem. Você joga ali tudo o que você pensa, toda sua raiva, amor, cansaço... desaba em palavras. E além disso é uma ótima forma de você não se deixar esquecer de fatos legais da vida, que simplesmente você deixa de lado, mas foram importante naquele momento. Quando você o lê novamente, você revive aquele momento. É uma grande brincadeira saudável, que com o tempo vira algo de estimação e que você quer sempre fazer. Eu sei que não é muito difícil me animar com as coisas, mas escrever sobre mim e as pessoas que estão comigo é algo realmente incrível e animante. Me deixa feliz, feliz.
Ah, quase esqueci, Richard, parabéns! Tô adorando isso aqui, leitora assidua. :*

Eloá Menegocos disse...

Talvez escrevamos para saber algo que ainda não sabemos, como dizia a tal da Clarice em palavras bem melhores que as minhas.:) Eu, particularmente, escrevo para não assustar as pessoas com meus pensamentos. seria horrível. uahsusa'
texto legal.

PS.: os peixes são demais.

Míryan Paranhos disse...

Acho que escrevemos para não ficarmos loucos. Bem, não sei de todos, mas eu sou assim. Escrevo para fugir do tédio, de mim e de todas as coisas loucas que passam pela minha mente semi-doentia.

PS: peixes viciantes.

Ingrid disse...

com o blog pude perceber quem é o meu irmão, e ver que ele é como um ser humano qualquer... na verdade não qualquer mas sim como um ser humano, que realmente é HUMANO!´
Deve ser estranho pra quem vê de fora a irmã dele dizer isso ...
mas com esse blog estou realmente podendo ver o meu irmão... e também podendo conhecê-lo não só como um irmão nerd como todos dizem mas sim como o meu irmão que é apenas o garoto que nunca deixará de me surpreender! ;D