sábado, 1 de agosto de 2009

Retrovisor

Pelo retrovisor enxergamos tudo ao contrário
Letras, lados, lestes
O relógio de pulso pula de uma mão para outra
E na verdade...nada muda
A criança que me pediu dez centavos
É um homem de idade no meu retrovisor
A menina debruçando favores toda suja
É mãe de filhos que não conhece
Vendeu-os por açúcar
Prendas de quermesse
A placa do carro da frente se inverte quando passo por ele
E nesse tráfego acelero o que posso
Acho que não ultrapasso e quando o faço nem noto
O farol fecha...
Outras flores e carros surgem em meu retrovisor
Retrovisor é passado
É de vez em quando... do meu lado
Nunca é na frente
É o segundo mais tarde... próximo... seguinte
É o que passou e muitas vezes ninguém viu
Retrovisor nos mostra o que ficou; o que partiu
O que agora só ficou no pensamento
Retrovisor é mesmice em dia de trânsito lento
Retrovisor mostra meus olhos com lembranças mal resolvidas
Mostra as ruas que escolhi... calçadas e avenidas
Deixa explícito que se vou pra frente
Coisas ficam para trás
A gente só nunca sabe... que coisas são essas.


Realmente tava sem idéia nenhuma pra postar, essas férias em casa estão me matando. Essa é a letra da música Amém, do Teatro Mágico.
É incrível como é verdade: avançamos, crescemos, e quando olhamos para trás vemos o quanto muitas pessoas e coisas que nos acompanhavam param no meio do caminho. Eu vivo isso de um modo muito marcante, por isso essa música me fala bastante.

3 comentários:

As vezes Bia; as vezes Beatriz disse...

Essa música fala muito, principalmente dos resultados de nossas escolhas e mais que isso, Se soubemos apontar certo nas nossas decisões (e indecisões). De certo, muitas vezes o passado para o qual olhamos quando viramos para trás, é muitas vezes diferente daquilo que imaginávamos vir a ser. Mas fazer o que, a única certeza é a incerteza do futuro né? :D
[Reparei que gosto de vir ao blog, nem que seja só pra refletir xD]
Kisses Richard ;*

Mel. disse...

Olha, que blog legal!
Pois é, muitas pessoas acambam estacionando enquanto aceleramos. Mas faz parte...

keep wrinting!
;*

Julio Cesar disse...

O bom de exergarmos o passado e poder o olhar e se orgulhar, mas também, reconhecer que errou e sou se arrepender perdoar ser perdoado.
Leia da semeadura:'Planto colheu'.
Fica com Deus!